Não é Um Cocô!

Afinal o que é um blog?! Acredito que seja um diário público! Uma coisa cheia de revelações e declarações, assim tipo o da Anne... Não sabe quem é!? Frank pô! Se você leu, percebeu que 80% do que está escrito a li, não foi escrito por ela. Salvo se a garotinha fosse uma alienígena capaz de absorver uma enorme quantidade da literatura disponível naquela época sobre filosofia, psicologia e sociologia!

Com o tempo aprendi que apenas um argumento deve ser suficiente para me convencer de uma verdade. Quando os argumentos são múltiplos e com certa insistência, tipo empurrando goela baixo, tentando justificar que algo é verdadeiro... não tenho dúvida! Ha uma mentira por trás tão grande quanto o esforço e a necessidade de convencer! Ou melhor, enganar!


A imagem acima não é o que você esta pensando, mas foi feita para você pensar: É um cocô! Um cocô enganador...
Aliás, um gostoso cocô de chocolate!


O fato de estar em uma bandeja, nosso cérebro libera imediatamente mensagens do Tião Macalé: Nojento!!! Mas logo o bombardeio de imagens auxiliares fornece os componentes para uma associação desagradável com as fezes. Claro que esse é um exemplo de opção e não de omissão, sabemos que se trata de uma mentirinha, uma brincadeira.


A metáfora desse restaurante diz para compartilhamos um dos nossos momentos mais íntimos, sem o cheirinho desagradável é claro, e sem os comentários: Tá loco! Comeu cobra?! E por aí vai... Por falar nisso, alguém pode dizer se muçum é cobra? Se for comi cobra! Cruzes...