Cyber das Letras - Saber das Letras!


 Uma matéria de jornal, cujo título é, “Tecnologia inova ofertas na Feira”, poderia muito bem estar se referindo a 66ª Feira do Livro de Porto Alegre, no entanto foi escrita em outubro de 2007, pelo jornalista Miguel Brambilla na saudosa Gazeta de Caxias.


A matéria falava do projeto que se tornou a sensação da 23ª Feira do Livro de Caxias do Sul, em 2008, o “Cyber das Letras”, idealizado e realizado pelo poeta Eucajus.





Patrocinado pelas empresas WEBCOM, UNOPAR e BITCOM, com apoio da Bilhares Monte Carlo, Rei da Música, Dental Card, Chocolates Flablélia, Josué Pompeo, Vicio Fatal,  Tem Gente Teatrando e Música & Cia.

 





“..., a ideia é realizar um encontro virtual de escritores de diversas partes do país, projetado num telão!” eufórico antecipava o poeta, após receber uma resposta positiva da BITCOM na parceira de evolução do projeto.

 

Patrono da Feira, Prof. e escritor Paulo Ribeiro

Coordenadora do PPEL, Luiza Motta

Colunista do Jornal Pioneiro João Pulita

Vereador Edson da Rosa


Jornalista Nivaldo Pereira


Maestro Fernando


Poeta Odegar Junior Petry

Mas, acredite... apesar do sucesso do “Cyber das Letras”, em 2008 alguns livreiros foram totalmente contra sua realização... Talvez o título da matéria da jornalista Vanessa Franzosi, no Jornal Pioneiro, explique os motivos... visto que estamos em 2020, e ainda tem pessoas pensando, que cultura deve ser feita para poucos e por poucos, devidamente licitados!